top of page

ATITUDE E FIRMEZA

Iniciemos com duas perguntas: por que preciso ter atitude? Por que ter atitude na vida é tão importante? A atitude influencia diretamente nas ações. É uma das poucas coisas que podemos controlar na nossa vida e é importantíssimo que o façamos. A atitude é a intenção de se comportar de uma certa maneira que pode ou não ser consumada, dependendo da situação ou das circunstâncias. Logo, nossa intenção determina a nossa ação. O componente cognitivo das atitudes envolve as crenças, pensamentos e atributos. São eles que, associados a um objeto, estabelecem bases primárias nesses conteúdos, sejam eles positivos ou negativos. As atitudes podem ser mudadas a partir de novas informações, novos afetos ou novos comportamentos e situações. Pode-se mudar a atitude em relação a um determinado objeto, porque ele faz bem a nossa saúde e nos ajuda de alguma forma. A palavra “atitude” tem raiz latina da mesma origem de “aptidão”. A palavra aptus significa adequado, apropriado ou de qualidade de ser bom para um certo propósito.





São os propósitos que dão sentido à vida. Trazem os objetivos e sonhos à tona, que dão motivação (motivo + ação) para iniciar e seguir em frente, para encarar as provações e não desistir no primeiro “não”. São eles que elevam a nossa alma, que nos fazem sorrir diante das adversidades, e que nos inspiram a viver. Atitude é uma norma de procedimento que leva a um determinado comportamento. É a concretização de uma intenção ou propósito. É considerada “atitude” um sistema relativamente estável, de organização, de experiências e comportamentos relacionados com o objetivo ou evento particular.


Uma pessoa que tem atitude é conhecida como proativa, é alguém que tem grande capacidade de agir autonomamente, antecipar possíveis problemas, percebe o problema no início ou antes que aconteça. Ao se referir alguém dizendo que essa pessoa tem atitude, normalmente observa-se algo na ação dessa pessoa que a destaca das demais. Ela faz algo que demonstra que pensa e sente diferente do que a maior parte das pessoas e é exatamente isso que há destaca. Atitude é um comportamento ditado por disposição interior, maneira, conduta, é a concretização de uma intenção.


Neste sentido, ter uma atitude filosófica pode contribuir. De maneira geral, define-se a atitude filosófica é como “comportamento de um grupo ou indivíduo em questões adotadas, posturas críticas, pautadas na racionalidade em relação aos acontecimentos.” A atitude filosófica é então romper com o senso comum, com aquilo que é imposto socialmente. Ao adotar, então, uma postura filosófica, aprendemos a dizer não aos hábitos e costumes para só depois passar pelo crivo da razão, afirmar ou concordar com algo. Negar a certeza do senso comum é o primeiro momento do método proposto pela filosofia. Negar é questionar, é prever uma outra possibilidade. Essa postura poderá ajudar a evitar o conformismo - tendência de ajustar atitudes e comportamentos, as atitudes e comportamentos de outros elementos do grupo. Isso pode ser encarado de forma positiva se pensar na integração social.


Perguntas que caracterizam em uma atitude filosófica. Essa pergunta precisa ser realizada porque é necessário desvendar qual origem do valor. Conceito, ideia ou verdade? Comportamento, valor ou realidade? O que está sendo questionado? Essa atitude crítica leva a distinção do verdadeiro ou falso. Pensando no nosso próprio caso, reconhecer que podemos estar errados e que em certas ocasiões devemos mudar de ideia. Preparação, aprendizado, aperfeiçoamento com resultados vistos principalmente ao longo prazo através do aprimoramento de competências. É o processo contínuo para o desenvolvimento da atitude. O desenvolvimento dessas competências está ligado aos aspectos ambientais, econômicos sociais, afetivos, psicológicos e emocionais. Para ter consciência e clareza sobre nossas atitudes, é preciso manter a saúde mental e cuidados com o lado emocional com desenvolvimento e trabalho da inteligência emocional, uma ferramenta importante que prepara melhor para o enfrentamento dos mais variados sentimentos e situações no dia a dia.


Tomada de decisão não é algo simples e pode ser afetada por muitos fatores com ansiedade, depressão, transtorno de personalidade, crenças, pensamentos e até mesmo pelas emoções. A teoterapia é uma ótima opção para a explanação dessas questões comportamentais e a busca de resolução para as mesmas. Atitude é igual pensar + sentir + agir. A intencionalidade da ação é o que caracteriza a atitude e para isso é fundamental que haja práticas de reflexão. Ter atitudes positivas é uma das coisas mais importantes que você pode fazer para viver uma vida mais plena.


Quando desenvolvemos esse hábito fica muito mais simples para superar os desafios e lidar com as adversidades. Devemos cuidar das nossas atitudes como se fossem diamante, pois são elas que nos conduzirão pelo caminho das experiências acertadas e poderemos atrair pessoas mais harmoniosas evitando-se conflitos desastrosos.


Podemos nos inspirar em homens e autoridades da Bíblia. Noé tomou atitude de não se corromper diante de uma geração corrompida e perversa. Ele se tornou herdeiro da justiça, salvou assim a sua família e condenou o mundo da época. Abraão tomou atitude de obedecer a Deus e sair da sua terra sem saber para onde deveria ir.


Colossenses 3:17 “... e tudo que fizeres, seja em palavra, seja em ação, fazei-o em nome do Senhor Jesus dando por Ele graças ao Pai.


I Pedro 5:7 “... lançando sobre ele toda a nossa ansiedade porque ele tem cuidado de vós”.


Tiago 4:10 “...humilhai-vos na presença do Senhor e Ele vos exaltará.


“Considera que são livres aqueles que a sorte faz livres. Mas aqueles que verdadeiramente são pela sua vida, isso é pela forma que vive.” Santo Antão.


Márcia Souza

Aluna de Teoterapia


26 visualizações0 comentário
bottom of page