top of page

Comprometimento e consistência.

Atualizado: 6 de fev.

Essas habilidades têm um “efeito cascata”. O comprometimento gera a consistência e a consistência, por sua vez, nos leva à experiência. Essa é crucial na resolução de conflitos, dificuldades e adversidades. A experiência adquirida ao enfrentar situações adversas nos torna estrategistas. Essa progressão é como uma escada, em que cada degrau contribui para um entendimento mais profundo e habilidades mais aguçadas. Entretanto, é importante ressaltar que o comprometimento e a consistência podem ter dois lados. Quando direcionadas para o negativo, como a procrastinação ou comportamentos de hábito prejudiciais, podem levar a consequências indesejadas.





Quando uma pessoa é comprometida com algo, é natural que seja consistente, que não pare, que não veja empecilhos, justamente por causa do comprometimento que adquiriu a favor desse algo, buscando resolvê-lo ou alinhá-lo. Essa pessoa comprometida não desiste, justamente por causa desse “compromisso” e assim, torna-se consistente, ou seja, aderindo de forma firme a hábitos positivos. A consistência nada mais é do que ter um padrão de comportamento que ocupa o lugar mais importante em todas as esferas da vida. É a chave para o sucesso, independentemente de se tratar de um relacionamento ou de uma carreira profissional. É uma das principais chaves para uma vida realizada. A consistência é a habilidade de manter atividades que visam um objetivo final, seja ele pessoal ou profissional, com constância em qualquer área. É um estado mental.


Já o comprometimento faz a pessoa agir com vigor, motivação e identificação. Essa pessoa engajada, envolvida e empenhada com seu ideal, “comprometida consigo mesma”. É necessário entender que que ser comprometido não é o mesmo que estar motivado. A motivação é a razão e a vontade que levam a pessoa a agir, enquanto o comprometimento é a responsabilidade de agir. A razão (motivo) e a vontade podem falhar, levando a pessoa a desistir no meio do caminho. A responsabilidade é algo intrínseco à pessoa, é aquilo que a faz cumprir suas obrigações, de modo que as outras pessoas ao seu redor confiem nela. A responsabilidade é considerada um valor humano, através do qual os indivíduos tomam decisões conscientes e se responsabilizam pelas consequências que possam advir. Este valor também implica o compromisso de cumprir acordos, promessas e obrigações.


O comprometimento e a consistência deram à luz uma filha chamada "experiência", que nada mais é do que o conhecimento e aprendizado obtidos através da prática e da vivência. Somente adquire experiência aquele que se compromete e não desiste no meio da caminhada. A pessoa comprometida, que assim adquiriu a experiência justamente por ser consistente, entende que a flexibilidade é uma aliada na resolução de conflitos. E aprende também que na vida, cada problema exige um posicionamento adequado.


A experiência é a geradora da estratégia. Uma pessoa experiente torna-se estrategista. Na vida precisamos de estratégias para a resolução de demandas, seja afetiva, emocional, familiar, financeira, conjugal, profissional ou ministerial. Ou seja, precisamos de um plano de ação para atingir o objetivo específico em cada área de nossas vidas. Ser estrategista é saber definir a direção, otimizar os esforços e os recursos, direcionando-os acertadamente ao objetivo pretendido.


O comportamento de Davi o levou à consistência, que gerou nele a experiência necessária para enfrentar todas as batalhas de sua vida. Quando chegava o momento de enfrentar uma luta, guerra ou batalha, ele usava de sua experiência e elaborava uma estratégia. Davi soube entender que ele foi um grande instrumento de Deus em momentos muito específicos na história de Israel.


Que nós passamos a entender que também somos instrumentos de Deus na vida de pessoas. Sejamos comprometidos e consistentes para adquirirmos experiência e elaborarmos estratégias para cuidar de nossas vidas - não só das nossas - mas também para ajudar o outro.


Márcia Souza Aluna de Teoterapia


80 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page