top of page

Os Medos

Atualizado: 26 de jun.

O medo é uma sensação. É uma resposta do organismo a um estímulo aversivo, podendo ser físico ou mental. A sensação causada pelo medo, segundo alguns estudos, é preparar o sujeito para uma possível luta ou fuga. Os medos podem ter sua origem nos traumas do passado, impedindo a racionalização diante de situações que necessitem de uma avaliação precisa do perigo. Tal avaliação pode estar impactando a qualidade de vida, e suas causas tendem a estar diretamente ligadas à história de vida. Traumas do passado, associados ou não a outros fatores, influem na forma de pensar, sentir e agir diante das demandas cotidianas ou esporádicas.


Os medos exagerados trazem vários sintomas, tanto psíquicos (irritabilidade, nervosismo, insegurança) quanto físicos (taquicardia, falta de ar, tremores, tensão muscular, tonturas, sudorese, entre outros).


Alguns autores relatam que os traumas retroalimentados ao longo de anos possibilitam a formação de cárceres mentais a nível inconsciente, que geram sentimentos que funcionam como gatilhos ou âncoras, mantendo as pessoas presas a esses medos. A ajuda de um profissional torna-se de grande valia, pois é necessário enfrentar os medos exagerados. O profissional devidamente habilitado será capaz de detectar as causas e as formas de lidar com os medos e os sintomas gerados por eles. Os profissionais devidamente habilitados estão dispostos a ouvir, analisar e interpretar as queixas, conflitos e angústias, ajudando o paciente a compreender seu estado, a si mesmo, às pessoas diretamente envolvidas e à sociedade como um todo.


O Teoterapeuta busca proporcionar um atendimento voltado ao bem-estar pleno (corpo, alma e espírito), incorporando aos métodos científicos o poder da palavra que traz vida ao espírito humano (a palavra de Deus), acessando as três dimensões do homem, levando-o assim a um "Eu" saudável. Nos escritos de Pinho (2014, p.29 a 38), diz-se que, apesar das contradições entre a ciência e religião, ambas têm um objetivo comum, "a elevação da humanidade", e que ambas se complementam. O medo é uma das armas mais poderosas que o inimigo utiliza para oprimir o ser humano, e as sagradas escrituras expressam a proteção de Deus. Em Isaías 41:10, Deus diz: "Não temas, porque eu estou contigo; não te assombres, porque eu sou o teu Deus; eu te fortaleço, te ajudo e te sustento com a minha destra fiel". Em outras passagens, vemos o Senhor encorajando a sermos dinâmicos, corajosos e lutarmos contra tudo o que nos paralisa, dificulta ou impossibilita de sermos proativos, saudáveis e felizes.


Quanto mais próximos de Deus estivermos, mais seremos moldados ao ponto de forjar a nossa verdadeira identidade, a identidade que foi distorcida com o passar dos tempos, com as experiências negativas vividas e com a influência do pecado. Segundo Jorge Himitian em seu livro "Curados pela Palavra": A mente deve se habituar a pensar na verdade e a viver na verdade. Se aprendermos a controlar os pensamentos, permitindo que Deus os dirija, seremos muito fortalecidos pelo exercício de andar na verdade. Dessa maneira, a Teopsicoterapia aporta e usa conhecimentos que, ao serem utilizados, geram a capacidade de assumir atitudes que demonstrem ousadia, fé, humildade e sabedoria. Quando associados aos métodos, geram equilíbrio psíquico e físico, e têm sido de grande importância na prática terapêutica, "porque a Palavra de Deus é viva e eficaz, mais afiada que qualquer espada de dois gumes; ela penetra ao ponto de dividir alma e espírito, juntas e medulas, e é capaz de discernir os pensamentos e intenções do coração" (Hebreus 4:12 - KJA).


Katia Pereira

em credenciamento - ABT 1.0011-PROVISÓRIO

37 visualizações0 comentário
bottom of page